8e1e4ede 45d9 4129 be68 25e787367778

 

Visando contribuir para avaliar e propor políticas públicas ligadas à agricultura familiar, bem como, deliberar sobre normas e critérios que visem acelerar o desenvolvimento rural do município, a prefeitura de Santana do Mundaú, através da secretaria de agricultura, deu total apoio à criação do Conselho de Desenvolvimento Rural. Em plenária realizada na última sexta-feira (29), representantes do Poder Público, dos agricultores familiares e suas organizações, promoveram a eleição dos membros que irão integrar o órgão.  

 

O secretário de agricultura, Cícero Francisco, explica que o Conselho é um órgão deliberativo, fiscalizador, consultivo e orientador das políticas municipais que visam o desenvolvimento, através dos programas federais e estaduais relacionados à reforma agrária e agricultura familiar. "Entre suas competências estão a promoção do entrosamento entre as atividades desenvolvidas pelo Executivo Municipal, órgãos e entidades públicas e privadas voltadas para o desenvolvimento rural; acompanhamento e fiscalização sobre as execuções das ações previstas no plano; preservação do meio-ambiente; organização dos agricultores e a regularidade do abastecimento alimentar do município", pontuou.

Para o prefeito Arthur Freitas, o conselho determina algumas atividades a serem implantadas na zona rural, em benefício aos produtores. "O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Santana do Mundaú, garantirá a aplicação dos direitos e deveres dos produtores rurais, além de valorizar os trabalhadores, fomentando assim a economia rural local. É muito importante que a produção agrícola da nossa cidade seja valorizada", reforçou. 

Com a presença do secretário de infraestrutura, Neno Freitas e da secretária de saúde, Paula Cavalcante, a plenária elegeu Cícero Francisco, Naelson Ferreira, Nilton Cordeiro, José Alves Brasileiro, Marinez Wanderley, Jaqueline Vasconcelos, Sineide Barros, Moisés Leandro, Adalto Ferreira, Macelo da silva Gomes, Paulo Félix e Jucycleidson Pantaleão, como membros dessa primeira  formação do Conselho.