73a7a9d1 54b4 4c35 b989 3845b1c133a4

A assessoria de comunicação do Instituto de Medicina Legal (IML) Estácio de Lima, a odontolegista Christiane Ribeiro, confirmou na manhã deste sábado (30), que a ossada humana encontrada em um veículo carbonizado, no município do Pilar é do agropecuarista Cristóvão Rodrigues da Silva, 61, desaparecido desde agosto deste ano. Os exames foram concluídos na tarde da última quinta-feira, mas somente agora o resultado foi divulgado.

De acordo com a odontolegista, o exame de arcada dentária consistiu na análise comparativa da ossada, com raio-x anteriores e do prontuário odontológico da vítima. O resultado dos exames corroboraram com declarações  dos familiares a respeitos de acidentes com motocicleta sofridos pela vítima.

"Durante a análise foram constatadas a presença de procedimentos para reabilitação protética, procedimentos endodônticos, coroas, implantes dentários. Como também problemas periodontais, além da presença de um ossículo anatomicamente deformado pela canonização portando barras para redução e contenção de fratura", afirmou a odontologista.

Neste caso, com o resultado positivo do exame de arcada dentária, não será mais necessário o exame de DNA, e os restos mortais serão liberados para sepultamento. O laudo completo será encaminhado no prazo legal de 10 dias para a delegacia responsável pela investigação da morte do agropecuarista.

O caso

Desde o dia 03 de agosto, familiares e amigos do agropecuarista, Cristóvão Rodrigues, de 61 anos, sem notícias iniciaram buscas do paradeiro dele e pedem ajuda para encontrá-lo. Cristóvão foi visto pela última vez quando voltava da cidade de Murici com destino para Maceió.

De acordo com o filho do agropecuarista, Cristiano Rodrigues, a família registrou o Boletim de Ocorrência (BO) no dia 07 de agosto. “Notamos que tinha algo estranho porque ele não tinha retornado da fazenda que tinha ido no dia 03 deste mês, mas ele sempre ia para lá e como no local não há sinal de telefone, achamos que ele ainda continuava na fazenda”, comentou.

*Com Assessoria Perícia Oficial