Foto: Reprodução/Internet B96be1d7 66cd 452e b0d1 cbeea80653e9 HGE

Um servidor do Hospital Geral do Estado (HGE) denunciou à redação do CadaMinuto um caso de agressão sofrido na madrugada do dia 28, por uma funcionária dentro da unidade de saúde. Segundo testemunhas a servidora teria sido destratada pelo vereador do Pilar, Paulo Bugarim quando a mesma pediu que ele se retirasse da área, que é restrita aos profissionais do hospital.

A testemunha disse ainda que o vereador não quis se retirar do local e falou palavras de baixo calão contra a servidora e em seguida “teria tentado agredi-la fisicamente quando foi contido por quatro pessoas”.

Paulo Bugarim falou à reportagem do CadaMinuto que as acusações são “mentiras” e que a servidora que ele conhece da esfera política estaria perseguindo-o reforçando que a “abordagem teria tido motivações pessoais”, afirmou ele.

O vereador informou que relatou o fato na ouvidoria do HGE e também foi à sede da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) onde também denunciou o caso à ouvidoria.  “Não aceito que venham me desacatar”, afirmou Paulo reforçando que no momento que estava dentro da unidade de saúde estava prestando socorro a uma vítima de acidente.

Ao ser questionado sobre sua presença numa área restrita aos profissionais do hospital, Bugarim destacou que “ao chegar acompanhando a pessoa que precisava de socorro não havia maqueiros e por isso fui autorizado a entrar já que estava prestando socorro”.

A gerente do HGE, Marta Mesquita disse desconhecer como o vereador teve acesso ao interior do hospital, mas que o caso será averiguado. Quanto às supostas agressões a gerente comentou que a diretoria está ciente do ocorrido e que “o HGE e a Sesau irão apurar o caso para tomar as devidas providências”.