014a695f 616d 4252 ba9a a97ed8589057

O presidente Michel Temer (PMDB), conforme informações de bastidores, tem todo o interesse de ajudar a oposição ao PMDB de Alagoas a derrotar o senador Renan Calheiros, que disputará a reeleição no ano que vem. 

Se Temer terá forças para isso ou não, diante de sua impopularidade, é outra história... Mas, é inegável que Michel Temer tem a caneta e pode ajudar, ainda que indiretamente, aos rivais de Renan Calheiros. O que pesar contra os planos de Temer no seu envolvimento em qualquer processo eleitoral? O próprio Temer. 

O presidente não engole fácil a oposição ferrenha feita por Calheiros dentro e fora do PMDB nacional. Eis a razão pela qual o presidente tem motivado candidaturas ao Senado Federal dos ministros Maurício Quintella Lessa (PR) e Marx Beltrão (PMDB). O primeiro responde pelo ministério do Transporte e o segundo pelo Turismo. 

Maurício Quintella - que é deputado federal licenciado assim como Beltrão - já é um dos nomes fortes do grupo de oposição e marcha ao lado do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), que deve disputar o Palácio República dos Palmares contra o atual governador Renan Filho (PMDB). 

Já Marx Beltrão é do PMDB. Mas, o ministro do Turismo sabe que não terá vida fácil dentro de sua legenda, pois a prioridade é Renan Calheiros. Por isso, Beltrão não destaca plano B, C ou D. Tanto é assim que recentemente Beltrão esteve reunido com Rui Palmeira para justamente discutir o cenário político. 

Michel Temer ao olhar para Alagoas observa mais viabilidade nesses nomes que nos do ex-governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) ou do senador Benedito de Lira (PP). Engana-se quem pensa que Temer tem sangue de barata. 

Estou no twitter: @lulavilar