Foto: Secom Maceió 83cce241 a20e 41bf a823 0c74601e0427 Saúde pede apoio à PM para segurança no entorno de postos

O secretário municipal de Saúde, José Thomaz Nonô, reuniu-se na tarde desta segunda-feira (18) com o subcomandante de Policiamento da Capital, coronel Silva. No encontro, foram discutidas medidas de segurança para as áreas onde estão situadas as unidades de saúde de Maceió. Todos os diretores das unidades de saúde foram convocados para a reunião.

No encontro, foram expostas as situações de violência registradas nos postos de saúde. “Conversamos com o comando da Polícia, na semana passada, e foi marcada essa reunião com oficiais responsáveis pela segurança nos bairros e os diretores dos postos já assaltados ou localizados em zonas de maior risco”, disse José Thomaz Nonô.

Ainda segundo o gestor da Saúde, o custo de uma solução privada, com contratação de empresas de segurança, seria inviável para o município. “Seria exorbitante. Teríamos que gastar, no mínimo, de R$ 2 a 3 milhões por mês. O trabalho da Secretaria é melhorar o atendimento ao cidadão, e estamos fazendo isso. Melhoramos o posto, dobramos os medicamentos, fizemos o remanejamento de servidores e estamos com as contas em dia com fornecedores, hospitais e postos”, informou Nonô.

Para o coronel Silva, a discussão é importante para fortalecer o trabalho que já vem sendo feito na cidade. “Segurança é um dever de todos e missão constitucional da Policia Militar. Estamos detectando os problemas que acontecem no entorno dos postos. Já houve o registro de arrastões e roubos, por isso, dividimos as unidades operacionais, como o 1º, 4º e 5º batalhões e os batalhões de Policiamento de Guarda (BPGd) e de Polícia de Eventos (BPE) para conversar com os diretores desses postos e tentar resolver o problema de segurança desses locais”, destacou.