Internet 2d2651d4 4d0b 4ae0 a923 a1b24e1987a0 Batalha, Sertão de Alagoas

Quem anda pelas ruas do município de Batalha percebe facilmente que a movimentação de moradores diminuiu muito depois dos últimos crimes registrados. Com a morte do vereador Tony Pretinho, a prefeitura anunciou o cancelamento das atividades previstas para Emancipação Política e também a inauguração da feira de gado.

Os moradores permanecem com a tensão de novos crimes ocorrerem, mesmo com a presença de diversas viaturas da Polícia Militar e Civil que foram destinadas para promover o reforço policial. Até que se concluam as investigações, a insegurança tomará conta da cidade.

Em nota publicada no facebook, a prefeita Marina Dantas decretou três de luto oficial. A “Prefeitura Municipal de Batalha decretou luto oficial por três dias, em razão do falecimento do vereador Tony Carlos Silva de Medeiros, representante de nossa população por dois mandatos junto à Câmara de Vereadores, conhecido popularmente como "Tony Pretinho", ocorrido na última sexta-feira 15 dezembro de 2017. Manifesta o Governo Municipal grande pesar por sua prematura perda, expressando em nome de todos os batalhenses as condolências à família enlutada”.

O Caso

De acordo com informações de testemunhas, Tony Pretinho foi alvejado com disparos de arma de fogo em frente a casa onde morava, no Centro da cidade.

O vereador também trabalhava como agente penitenciário, no Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano, e era compadre de Baixinho Boiadeiro, filho de Neguinho Boiadeiro que está foragido - desde o dia da morte do pai- acusado de tentar matar José Emílio Dantas.

Tony Pretinho era natural do município de Arapiraca e foi eleito vereador por Batalha, pelo Partido da República (PR), nas eleições de 2016. Este é o segundo vereador morto em um pouco mais de um mês na cidade.