Foto: Agência CNJ de Notícias 02b687d5 a89d 4996 898d 6920fc7969ee 251ª Sessão Ordinária do CNJ

Apenas o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) informou ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) os valores dos salários dos juízes que compõem o quadro de funcionário da corte. A ministra Carmém Lúcia havia determinou um prazo de 48 horas para o envio das informações, que teve fim a meia-noite de ontem.

Não repassaram as informações o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), o Tribunal Regional Eleitoral (TRT/AL) e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que abrange os estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Clique aqui e confira a lista

Ao todo, dezesseis tribunais de justiça, treze tribunais regionais eleitorais, onze tribunais regionais do trabalho, um tribunal regional federal e um tribunal de justiça militar informaram as remunerações de magistrados. 

“Eu entreguei a todos uma planilha no dia 20 de outubro. Até hoje, dia 4 de dezembro, não recebi as informações de novembro e dezembro. Espero que em 48 horas se cumpra essa determinação do CNJ para que eu não tenha que acioná-los oficialmente”, disse a ministra Cármen Lúcia durante a reunião com os presidentes dos tribunais.

Segundo a ministra, a demora na entrega das informações pode passar para a sociedade a impressão de que os tribunais estão agindo de “má-vontade”. “Quero terminar o ano mostrando para a sociedade que não temos nada para esconder”, afirmou.