9d25e1c1 c8e6 4b19 8476 ab2c15c22169

 

A Associação LGBT Grupo Iguais de Coruripe visitou na tarde de hoje a família da transexual Milena, morta com requintes de crueldade, na manhã de sexta-feira 01/12,.
O corpo  foi encontrado no bairro Jardim tropical em Arapiraca por populares da região.
Segundo laudo do Instituto Médico Legal de Arapiraca Milena apresentava fraturas na cabeça causadas por arma de fogo, o corpo de Milena foi liberado nesta segunda-feira. A transexual foi enterrada de paletó e gravata.
A avó da transexual, que a criou desde pequena, dizia com muita tristeza no olhar:-  Meu Deus , ela está irreconhecível e lamentava o fato da neta não ouvir os conselhos   da família, que  enlutada pedia por Justiça,.
Associação LGBT grupo iguais de Coruripe na pessoa de Sophia Braz busca por Justiça.
Milena foi morta  justamente no dia em que se reuniram em Maceió um grupo de militantes , com a Comissão dos  Direitos Humanos da Câmara Federal, tendo como pauta o alto índice de violência e mortes da população LGBT em Alagoas.
Mais uma transexual morta, em Alagoas.
Até quando?