6d119631 e5b8 40a2 b398 3ed0d4909392

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho deixou o quartel do Corpo de Bombeiros, no bairro Humaitá, onde estava detido, rumo à Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica.

A saída do político, por volta de 17h20, foi tumultuada, com protesto popular contra ele e até ovos jogados pelos manifestantes no carro da Polícia Federal (PF) que o conduzia.

Garotinho foi preso na manhã de hoje (22), por determinação do juiz eleitoral Glaucenir Silva de Oliveira, de Campos dos Goytacazes, por envolvimento em recebimento de caixa 2 durante a campanha eleitoral de 2014.

Garotinho havia sido levado para o quartel do Corpo de Bombeiros após alegar que não poderia ir para Benfica porque lá estão presos seus desafetos políticos, entre eles o ex-governador Sérgio Cabral e o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, que o teria o ameaçado de morte.