5fbe75ea 122d 4740 8a8e 5ad834c388a5
O restaurante Tasca Portuguesa passa a realizar o programa “Tasca ao Vivo” às quintas-feiras, oferecendo aos clientes e ao público em geral uma noite exclusiva com a participação de intérpretes, compositores e instrumentistas que fazem a diferença no universo musical de Maceió. Inaugurando a nova fase do projeto nessa quinta-feira (23), o carismático guitarrista, cantor e compositor Mário Alencar, fundador do selo Crooked Tree Records, apresentará um roteiro de canções próprias (do set das bandas Killing Surfers e Flowed e, também, dos projetos solos do artista, o Mario The Alencar e o Sketchquiet), além de clássicos como “Mother”, de John Lennon, e “Coffee and TV”, da banda inglesa Blur.
“Queremos tornar esta varanda do restaurante um espaço de encontro, onde as pessoas venham confraternizar com os amigos e curtir uma boa música. Não cobraremos couvert, justamente para criar esse ambiente favorável, deixando o público à vontade para apreciar a nossa proposta cultural”, diz o chef e restaurateur Luís Teixeira, idealizador do “Tasca ao Vivo” juntamente com o produtor, e também artista, Sebage.
“O Verão está chegando”, diz Teixeira. “Queremos apresentar nossa casa como mais uma alternativa de diversão, com muita arte, muita música e alegria. Inicialmente, a varanda apresentará shows de artistas solos às quintas-feiras. Já temos uma ‘Noite do Fado’, no interior do restaurante, acontecendo mensalmente. Devemos, ainda, propor outros especiais de música no decorrer dessa estação quente e convidativa ao lazer e aos prazeres da arte. Eventualmente faremos exposições.”
Mário Alencar, o artista convidado para estrelar nessa quinta-feira, às 20h, o renovado “Tasca ao Vivo”, conta que fará uma apresentação “com a identidade” do som que realiza tanto como Mario The Alencar ou como Sketchquiet (ou como Killing Surfers ou Flowed sem os demais membros das bandas). “Tocarei músicas do disco novo, ‘Great Diary Things’ [Crooked Tree Records], e também coisas antigas, fora performances com as canções de John Lennon – “God”, “Mother”, “Imagine”...”
Segundo o cantor, compositor e instrumentista de 27 anos, “será um repertório misturado”. “Farei músicas da minha banda atual, a Killing Surfers, e da antiga, que está voltando, a Flowed. Vou mostrar umas músicas novas, também, que estou fazendo. E para fechar, tocarei uma música do Meditate [outro voo solo desse irrequieto artista], “Soldiers”. Esse meu novo projeto será lançado em 2018, num álbum com nove faixas.”