Ilustração/Em.com.br 96840896 a1c2 427a 8c8f 4f74cf534ac7 Privilégios de uma minoria

Mais de meio milhão de brasileiros votou pelo fim do auxílio-moradia para deputados federais, senadores e juízes, em uma consulta pública realizada pelo portal do Senado Federal. Conforme divulgado pela Agência Senado, a Sugestão Legislativa que tramita na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) é a de maior apoio popular.

 

Ainda segundo divulgado pela Agência Senado, qualquer pessoa pode apresentar uma ideia de projeto, mas somente àquelas que tiverem o apoio de 20 mil internautas ou mais em quatro meses se transformam em Sugestão Legislativa e são encaminhadas à CDH.

 

Na comissão, a proposta recebe parecer pela transformação ou não em projeto de lei ou outro tipo de matéria.

 

Até a manhã desta terça-feira, 21, a proposta contava com 547.813 votos favoráveis e 2.682 contra (https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=130204).

 

A proposta é válida, mas, ainda incompleta.

 

É bom lembrar que o auxílio-moradia é apenas uma das inúmeras benesses (férias ‘vitaminadas’, auxílio-saúde, etc.) destinadas a uma pequena e privilegiada casta, que inclui além dos parlamentares e juízes citados na Sugestão Legislativa, integrantes dos ministérios públicos e tribunais de contas.