Foto: Reprodução/TJ A8c37bb8 d23a 444d 943c 9d40812838c7

A Justiça condenou a  operadora TIM Celular S/A a indenizar em R$ 3 mil, uma  a um cliente que teve a linha telefônica cancelada indevidamente. A decisão, publicada no Diário da Justiça desta terça-feira (14), foi do juiz André Avancini D'Ávila, do 1º Juizado Especial de Arapiraca.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça (TJ), consta nos autos, que o consumidor possuía uma linha telefônica pré-paga, que passou a apresentar problemas. Ele entrou em contato com a empresa, que informou que em três meses enviaria um novo chip.

O chip, no entanto, nunca chegou e a linha acabou cancelada. A empresa, em contestação, confirmou o cancelamento, mas disse que ele ocorreu a pedido do cliente.

Ainda segundo o TJ, para o magistrado, houve falha na prestação do serviço por parte da empresa. Segundo André Avancini, a TIM não apresentou o teor da conversa com a parte autora, a fim de comprovar que o consumidor teria pedido o cancelamento. "O prejuízo sofrido pelo autor é evidente já que ficou sem poder usufruir da plenitude do serviço nos moldes contratados", afirmou.

Além do pagamento dos R$ 3 mil, o juiz determinou que a linha telefônica seja restabelecida, sob pagamento de multa diária na quantia de R$ 200, até o limite de R$ 4 mil.

*Com TJ/AL