07fd20b2 7934 42c2 a875 4d2743f516cb

Senhor Procurador-Geral, Dr. Alfredo Gaspar de Mendonça Neto:

            O Ministério Público tem a missão de defender os interesses da sociedade e garantir os direitos dos cidadãos e cidadãs. É por esse motivo que me dirijo ao Senhor, para denunciar o crime contra o patrimônio público.

        A Intendência Municipal é um prédio inaugurado no século XX, em 1909, obra do famoso arquiteto italiano Luigi Lucarini, e faz parte do conjunto de obras arquitetônicas que modernizaram a cidade de Maceió.

Lucarini projetou, entre outros prédios, o Palácio dos Martírios, o Tribunal de Justiça, o Teatro Deodoro, e foi também o responsável pelas reformas das praças Deodoro, dos Martírios, Dom Pedro II e Dois Leões.

Em 2001, a Prefeitura Municipal de Maceió, na administração da prefeita Kátia Born, restaurou este prédio, para onde foi transferido o gabinete da prefeita.

Para surpresa de todos, esse prédio histórico vem sendo destruído desde o mês de maio de 2017, quando a Secretaria de Assistência Social mudou-se, e o prédio ficou fechado.

Senhor Procurador-Geral, vândalos entram nele e furtam tudo o que podem, inclusive as grades de ferro fixadas nos muros laterais.

Estou apresentando de público esta denúncia como cidadão e como historiador. Espero que o Ministério Público estadual, por intermédio de Vossa Senhoria, apure as responsabilidades de tão ignóbil incúria administrativa.

Há seis meses, os comerciantes vizinhos da Intendência Municipal, arquitetos, funcionários públicos e muitos alagoanos temos denunciado pelas redes sociais e pela imprensa essa barbaridade, e nada de concreto se verificou para impedir a destruição.

Resta-nos esperar que o Ministério Público estadual aja como defensor da sociedade e da lei.

Atenciosamente,

Geraldo de Majella, historiador e morador da cidade de Maceió.