Assessoria 18cadcdb b36e 4243 89d4 334a4a1cf15a

A deputada federal Rosinha da Adefal (Avante) usou suas redes sociais para repercutir o encontro do qual participou ontem, 9, na Câmara dos Deputados, com o vice-presidente da Frente Parlamentar Sem Azar.

Um dia depois que o senador Benedito de Lira (PP) apresentou na CCJ do Senado relatório favorável a aprovação do polêmico Projeto de Lei 186/2014, que autoriza a exploração dos jogos de azar no País, Rosinha defendeu que, ao contrário do afirmado por alguns, tais jogos propiciam um ambiente de compulsão e vício muito maior que uma fonte de recursos e lazer.

A parlamentar destacou também que já existem jogos de azar regulamentados, citando como exemplo àqueles realizados em casas lotéricas.

“Não precisamos permitir a criação de casas de jogos, que são organizadas, muitas vezes por mafiosos e com ilegalidades, e favorecem a legitimação da rede de poder da máfia”, postou em sua página no Facebook.

Ela também criticou a comparação feita entre jogos de azar e esporte: “Fui esportista e sei que são bem diferentes. O esporte incentiva a interação, faz bem para o corpo e para a mente, os jogos de azar viciam, não incentivam a interação, muito ao contrário são jogos individuais, estimulam o gasto”.