74794d69 3a09 4e91 a200 a3e98b626911

Com um constante investimento em melhorias e adequações no cardápio da merenda escolar, a prefeitura de Santana do Mundaú, por meio da secretaria de educação, tem trabalhado para que as refeições servidas aos estudantes do município, sejam saudáveis, equilibradas, saborosas e contenham todos os nutrientes necessários para o seu crescimento e desenvolvimento. 

Nesta quarta-feira (08), o prefeito Arthur Freitas e a secretária de educação Daniele Márcia, acompanharam o abastecimento realizado pelos agricultores familiares, que, através de uma parceria com a prefeitura, integram o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e são responsáveis pelo fornecimento de cerca de 50% de toda a merenda adquirida - contribuindo assim para o aquecimento da economia local. 

Devidamente supervisionada pelas nutricionistas, Adriana Fernandes e Célia Batista, a merenda ofertada conta com uma grande variedade de grãos, carnes, frutas, verduras e legumes. "Uma das preocupações do prefeito Arthur Freitas é com a qualidade na alimentação ofertada, pois sabemos que para ter um bom desempenho escolar, as crianças precisam estar bem nutridas”, destacou a secretária de educação. 

Mas, para manter a qualidade da merenda, a administração municipal tem realizado um grande esforço, pois atualmente, o Governo Federal repassa apenas R$ 0,36 por aluno/dia, e não precisa ser especialista para concluir que com essa quantia é impossível preparar um lanche, muito menos uma refeição saborosa e de qualidade. “Temos feito o esforço em complementar com mais de 100% o valor repassado pelo Governo Federal, pois entendemos que a merenda também é um componente para aprendizagem do aluno", ressaltou o prefeito, ao destacar que comprar alimentos da agricultura familiar implica em diminuição da evasão do campo, além de contribuir para que sejam fornecidos alimentos de melhor qualidade, com maior valor nutricional, uma vez que são produtos de safra. “É uma oportunidade dos nossos alunos terem produtos mais frescos e de qualidade. Além disso, com esta transferência direta de recursos - evitando atravessadores, os produtores rurais do nosso município têm um incentivo financeiro a mais”, concluiu.