Secom Alagoas 70dc6333 c6da 4e7b bf14 f076b0f4a280

Alagoas possui a melhor qualidade do estado geral das rodovias do Nordeste e a segunda melhor do Brasil, segundo os dados da 21ª edição da Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgada nessa terça-feira (7). De acordo com o estudo, Alagoas teve 64.9% da malha rodoviária considerada em bom (51.6%) ou ótimo estado (13.3%).

No Brasil, Alagoas só fica atrás de São Paulo, que obteve 77.8% da extensão considerada entre boa (31.2%) e ótima (46.6%). O governador Renan Filho atribui o bom desempenho do Estado ao Programa Pró-Estrada, responsável pela recuperação de vias urbanas, acessos e implantação de novas estradas em 60 municípios. São mais de 700 km em benfeitorias viárias, quase a metade de toda a malha do Estado.

“O nosso trabalho em Alagoas, por meio do Pró-Estrada, reconstrói rodovias e coloca o nosso Estado como o melhor do Nordeste, atrás apenas de São Paulo no Brasil. Isso é bastante significativo e representa trabalho sério, compromisso com a qualidade de vida do alagoano e com a segurança das pessoas que utilizam a malha rodoviária de nosso Estado. Apesar da crise que atinge o Brasil, aqui em Alagoas a gente gera emprego e oportunidades com as obras. Isso é muito importante e os resultados começam a aparecer”, declarou Renan Filho.   

De forma positiva, Alagoas vai contra o fluxo nacional. Neste ano, a pesquisa constatou uma queda na qualidade do estado geral das rodovias brasileiras pesquisadas. A classificação regular, ruim ou péssima atingiu 61,8%, enquanto em 2016 esse índice era de 58,2%.

Em 2017, 38,2% das rodovias foram consideradas em bom ou ótimo estado, enquanto um ano atrás esse percentual era de 41,8%. A 21ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias avaliou 105.814 km de rodovias, um acréscimo de 2.555 km (+2,5%) em relação a 2016. Foi percorrida toda a extensão pavimentada das rodovias federais e das principais rodovias estaduais do país.