C9eae3a8 a32f 4b43 88ec 0136a57f95a1

Quem nunca degustou o saboroso chocolate da marca "Diamante Negro"? Pois é! O diamante negro está ligado ao futebol onde um negro cravou o seu nome na História. O ano era 1924, trinta e cinco anos após a abolição da escravatura, o preconceito nesse período era terrível, pois a elite não aceita o fim da escravidão. Porém foi nesse período que apareceu o lendário jogador de futebol Leônidas da Silva, tido por muitos como o maior jogador de todos os tempos maior, até mesmo que o próprio Pelé.

Leônidas teve uma pequena passagem pelo Vasco e botafogo além de ter sido a primeira negocio  do futebol brasileiro ao estrangeiro (Uruguai), mas, foi no Flamengo e no São Paulo que ele escreveu a sua História, conquistou um carioca pelo Flamengo e cinco paulistas pelo São Paulo. Foi o inventor do gol de bicicleta além de ter sido o melhor jogador das copas do mundo de 1934 e 1938, todas essas conquistas levaram a imprensa a apelidá-lo de Diamante Negro.

A Lacta se interessou e pagou a Leônidas três mil dólares pelos direitos do apelido no intuito de batizar assim o seu até então anônimo chocolate. Leônidas aceitou o acordo e a Lacta então se tornou dona dos direitos, e batizou o seu produto com o apelido do craque que hoje é um dos chocolates mais famosos do mundo. Leônidas morreu em 2004 aos 90 anos de idade com mal de Alzheimer passando grandes dificuldades enquanto a lacta e o diante negro crescem cada vez mais.

Fonte: Museu do futebol/estádio do Pacaembu/SP