774fe608 d700 4f37 af3d 1bdcdce1c0b4

      Esqueça tudo o que lhe disseram acerca das relações entre as mulheres. Nos fizeram acreditar que éramos competitivas e rivais. E fizeram isso com o intuito de nos enfraquecer (aliás, a sociedade vêm há séculos se dedicando a ceifar de nós, mulheres, a capacidade de organizção e união)

      Nos ensinaram, ainda muito cedo, que tínhamos de estar entre as mais bonitas da classe e assim nos impuseram a obrigatoriedade de seguir determinados padrões e foram maculando nossa autoestima desde a infância.

      Nos ensinaram também que a inveja sempre estaria presente das relações femininas e assim fizeram com que a gente acreditasse que  isso seria intrínseco à condição feminina.

       Em casos de traição, somos automaticamente levadas a acreditar que a culpa é da outra mulher, nunca do homem traidor e quem de fato deveria fidelidade.(A propósito ressalto que a traição é uma forma de abuso contra a mulher porque esta é capaz de ferir profundamente a sua saúde mental).

       Todos esses esteriótopos nos levam ao isolamento, a desconfiança, a falta de articulação entre nós. Nos enfraquece frente a uma possível construção de nova realidade. Uma realidade mais limpa, justa e igualitária que tanto sonhamos.

       Somos nós por nós mesmas. Proteja as mulheres ao seu redor. Desarme-se. Ame.

       E se há dúvidas sobre a importância do fortalecimento das relações com as muitas mulheres em sua vida, imagine-se vivendo um momento muito ruim. Pense na primeira pessoa a qual você pediria socorro: Ela provavelmente será sua mãe, irmã ou amiga. Uma outra mulher igual a você.