Foto: Reprodução / Internet 7ad5af10 700c 4855 8fa5 69cb09463acc Polícia

Foi preso na tarde deste sábado (4), na Mata do Rolo, no município de Rio Largo, o comerciante Adeilsom Barbosa da Silva, acusado de assassinar a tiros o sargento da reserva da Polícia Militar Dagvan Carlos da Silva na Praça da Faculdade em outubro deste ano.

Adeilsom foi levado para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro da Mangabeiras, em Maceió. Como já possui um mandado de prisão em seu desfavor, ele será ouvido e, em seguida, encaminhado para uma unidade do Sistema Prisional

O Crime

 Dagvan Carlos da Silva, de 62 anos, foi executado com um tiro na cabeça por um dono de uma banca de revistas no   dia 14 de outubro, uma manhã de sábado, na Praça da Faculdade, no bairro do Prado, em Maceió.

De acordo com as testemunhas, o empresário e o PM entraram em discussão quando o acusado pegou um facão e entraram em uma luta corporal. Em seguida, o comerciante tomou a arma do policial e atirou diversas vezes contra a cabeça da vítima. O proprietário da banca fugiu após cometer o crime. 

A Polícia Militar confirmou a versão das testemunhas ao publicar uma nota de pesar sobre a morte de Dagvan Carlos no site oficial da corporação. "O sargento teria sido atingido após uma discussão com um comerciante. O acusado conseguiu foragir do local do crime", dizia o texto.

O militar ingressou na corporação em 31 de março de 1978 e desde fevereiro do ano passado estava inativo.