Foto: Cortesia ao Cada Minuto 5539eb79 8150 4865 b598 0e4f8d5da05f Boletim de ocorrência

O taxista José Severino Oliveira, acusado de agredir a esposa e preso em flagrante com base na lei Maria da Penha, na última terça-feira, 31, após sua companheira pular do carro em movimento, foi solto na tarde desta sexta-feira, dia 03.
Segundo a decisão do juiz Helestron da Costa  a vítima depôs  que ela e o acusado “estavam no carro, quando o suposto agressor, disse a ela saber o porque não o queria mais, pois saberia que ela estava de romance com outra pessoa e após isso teria dado um tapa na sua face”. 

A mulher afirmou ainda que “ficou com medo de José Severino atentar contra sua vida e se jogou do carro em movimento”, destacou o magistrado em sua decisão alegando ainda que “no caso dos autos, verifica-se que o autuado é primário e possuidor de bons antecedentes, não causa temor na comunidade local e não é dotado de periculosidade de modo que não há como inferir que sua liberdade poderá causar instabilidade social ou representar salvo-conduto para que volte a praticar delitos”, destacou o juiz.

José Severino,que tem como advogados Gelson Palmeira, Rodrigo Monteiro e Thyago Sampaio, está proibido de manter qualquer tipo de relação com a vítima  uma vez que na decisão está determinado o “afastamento do lar por parte do agressor, sob pena de a autora poder vir a sofrer novas agressões físicas, psicológicas e morais e até mesmo, vir a morrer, caso não seja tomada nenhuma providência tempestiva por esse Juízo”.

O caso

Na noite da segunda-feira, dia 30, o motorista de um táxi perdeu o controle do veículo e capotou. O acidente ocorreu nas imediações do balneário do Broma, em Marechal Deodoro.
Informações de testemunhas dão conta de que uma mulher identificada como Maria, estaria no carro e era esposa do condutor. Após ser agredida pelo companheiro a mulher teria se jogado do veículo ainda em movimento, o que fez com que José perdesse o controle e capotasse.

O casal foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE).