F8ab3f76 8997 4085 a6da 5bcdb09be341

 

O amigo da menina faleceu e a tristeza tomou conta de sua alma.

Ninguém deu muita atenção à tristeza da menina, mas, o sentimento de perda era tão sufocante que ela  buscou   ajuda pelas redes sociais.

Frases como:"Minha alma só gritava e não  havia paz, ou o meu coração perdeu  a direção” - foram súplicas feitas pela menina.

Aos 13 anos, Izadora tirou a própria vida e foi enterrada hoje no Rio de Janeiro.

Izadora cometeu suicídio. Falam que foi por causa da depressão.

Afinal o  que é depressão?

 

A doença, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) ,afeta pessoas de todas as idades e estilos de vida, causa angústia e interfere na capacidade de o paciente fazer até mesmo as tarefas mais simples do dia a dia.

“No pior dos casos, a depressão pode levar ao suicídio, segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos”, destacou a OMS. “Ainda assim, a depressão pode ser prevenida e tratada. Uma melhor compreensão sobre o que é a doença e como ela deve ser prevenida e tratada pode ajudar a reduzir o estigma associado à condição, além de levar mais pessoas a procurar ajuda”, completou a entidade.

A depressão tem tratamento e o primeiro passo é conversar sobre o assunto.

 

Dados

 

Estima-se que um milhão de pessoas morram  de morte voluntaria, anualmente, uma a cada 40 segundos, o que equivale a 1,4% dos óbitos totais. Cerca de 75% ocorrem em países de renda média e baixa. Segundo a Organização Mundial da Saúde, apenas 28 países possuem estratégia nacional de combate à morte voluntária. A média global é de 11,4 por 100 mil habitantes, sendo 15/100 mil entre homens e 8 entre as mulheres. 

Precisamos falar sobre tristeza, depressão e  suicídio, como problema de saúde pública.

Precisamos falar...

Descanse  em paz, Izadora!