Cab27448 2e41 42ed b309 76d83858c752

No caminho do deputado estadual Severino Pessoa (PSC) não existe apenas uma pedra e sim duas. O parlamentar esta sendo investigado pelo Ministério Público pela uso de equipamentos do PAC que estavam a disposição da Prefeitura de Arapiraca na demolição de uma casa que seria de sua propriedade. Investigado na operação Sururugate o parlamentar que iniciou sua carreira politica como vereador por Arapiraca, com mais 11 deputados serão indiciados pela Policia Federal. A primeira a ser ouvida foi a deputada estadual  Thaise Guedes (PMDB) na semana que passou.

 Na última quinta-feira, conforme foi noticiada no blog do conceituado jornalista Ricardo Mota além de postagens nos demais sites da capital, o gabinete do parlamentar se negou a receber a notificação da Polícia Federal, para prestar depoimento nesta segunda-feira (30)  – assinada pelo delegado Daniel Granjeiro.

 O clima entre os assessores de Severino Pessoa – que foi eleito pelo PPS, passou para o PSC. Pessoa iniciou sua trajetória politica como vereador por Arapiraca e está no segunda legislatura na Casa de Tavares Bastos. Após deixar o legislativo de Arapiraca emplacou a esposa Fabiana Pessoa no seu lugar na Casa Herbene Melo.

 Em 2016 foi forte aliado de Rogério Teófilo (PSDB) que consegui sair vitorioso tendo como vice-prefeita a esposa de Severino Pessoa – Fabiana Pessoa. Mas o poder politico de Pessoa na gestão de Rogério Teófilo vai mais além, comanda as secretárias de Saúde e Educação no comando da sua cinhada Mônica Pessoa. No legislativo, mantém o espaço com a irmã, Sinielza Pessoa que ficou na primeira suplencia, e assumiu o lugar na vaga de Aurélia Fernandes.

 Diante da recusa do gabinete do parlamenter quem terminou recepcionando o documento foi o procurador-geral da Assembleia Legislativa, Diógenes Tenório Júnior. Os advogados do parlamentar, que não compareceu ao depoimento marcado para ontem, pediram a documentação sobre a investigação para, posteriormente, definir data para a oitiva. No gabinete te Val Gaia, outro que faltou ao encontro com a PF, não havia ninguém para receber a notificação na quinta-feira passada.