Divulgação 5a5aa234 1004 4507 af82 b25d9d123596 Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros (PMDB) usou as redes sociais para criticar a Medida Provisória (MP) publicada pelo governo federal nesta terça-feira, 31, adiando de 2018 para 2019 o reajuste salarial de servidores públicos e alterando, de 11% para 14%, parte da contribuição previdenciária dos funcionários com salários acima de R$ 5,5 mil.

 “O ajuste fiscal de Temer contra os trabalhadores continua. Agora são os servidores públicos, por MP e sem ouvir ninguém, com congelamento dos salários e aumento de tributos. O Congresso não pode apoiar esse massacre!”

As mudanças publicadas hoje, por Medida Provisória, integram o pacote anunciado pelo governo federal em agosto deste ano para tentar ajustar as contas públicas com o nada espontâneo “apoio” do trabalhador, para quem sempre sobra a fatura.