14c8639b 3896 412a 82c9 d243b62f2154

O ministro alagoano Marx Beltrão anunciou junto ao Incra-AL nesta segunda-feira (30) mais de R$ 2 milhões em investimentos para beneficiar os assentados dos Assentamentos Dourada, Quinca da Serra e Vila São Pedro, em Viçosa. Os recursos somam R$ 1,4 milhão para pavimentação de acesso aos assentamentos, R$ 660 mil em créditos para assentados produzirem no campo e R$ 60 mil em equipamentos para fábrica de pimenta, visando fomentar o aumento da produção.

A pauta também contemplou a entrega de mais de 160 contratos de concessão de uso de terra aos assentados. “O Incra em Alagoas estava há muitos anos sem investimentos, com as ações paradas. O trabalho em parceria com o superintendente César Lira trouxe nova cara ao órgão e uma série de ações estão sendo tocadas por todo o estado para buscar melhorias dos assentamentos. Em breve, espero realizar junto ao corpo técnico do Incra  a entrega dos títulos de posse da terra de cada assentado, não somente a concessão de uso”, disse o ministro Marx.

Para o superintendente em Alagoas, César Lira, os recursos articulados pelo ministro Marx vão reforçar os projetos de desenvolvimento sustentável e fomentar a geração de emprego e renda. “Estamos realizando ações jamais vistas ao longo desses últimos anos. Visitando os assentamentos vendo a situação de cada região e buscado de forma pacifica ajudar os assentados a formar uma linha de frente de trabalho. Eles viam o Incra como órgão punidor, e não é assim o nosso trabalho. Chegamos às localidades e temos outra recepção e queremos integrar os convênios e buscar forma viável para resolver caso a caso nos municípios. Marx tem sido fundamental nesse processo de articulação”, garantiu Lira.

O prefeito de Viçosa, Davi Brandão, acompanhou os anúncios com a presença de vereadores e secretários municipais.

Cajueiro

A agenda em Cajueiro contemplou os assentados do Bom Destino e Loango que esperavam a demarcação topográfica pedido antigo na região.  “Foram longos anos de espera. Nossa vida é muito difícil. Você planta numa terra e não sabe se vai colher. É uma angústia. Essa demarcação foi um alívio para nossa gente tão sofrida. Nós só queremos trabalhar e agora temos uma segurança”, disse o agricultor familiar, Severino da Silva.

Acompanhado do ministro Marx Beltrão e do prefeito de Cajueiro, Palmery Neto, o superintendente do Incra/ AL, César Lira, anunciou a entrega de 99 contratos de concessão de uso, título provisório, mas que concede direito aos créditos do Incra por meio de documentação. Foi anunciado também cerca de 260 mil em linha de crédito para os assentados produzirem.