Foto: Agência Alagoas 8ecca9a6 844f 465d a1dc c6b5d7c18dc8

Na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), estudantes da rede pública estadual têm a oportunidade de tirar as últimas dúvidas e também se motivarem para as provas, buscando aliviar a tensão. Este ano, 6,7 milhões de candidatos em todo o País farão o exame, que pela primeira vez, acontece em dois domingos consecutivos: 05 e 12 de novembro.

Os aulões da rede estadual iniciaram nesta segunda-feira (30) para municípios do litoral Sul, em São Miguel dos Campos, pela 2ª Gerência Regional de Educação (Gere), com a participação de 700 estudantes, e se encerram na sexta-feira (3) com escolas da capital, pela 1ª e 13ª Gere, no Centro de Desporto e Recreação Professora Cleonice Barros (CDR), no Cepa, das 14h às 21h, onde são esperados cerca de dois mil estudantes.

De acordo com Lilian Rosateli, supervisora das Práticas Pedagógicas e Orientação do Currículo Escolar da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), o aulão do Cepa é uma atividade de interação social e ocorre por meio de uma parceria com a Faculdade Cesmac e o Clube do Fera, reforçando atividades realizadas nas escolas durante todo o ano.

A supervisora explica que os estudantes deverão procurar as secretarias das escolas para confirmar participação e, no dia do evento, devem estar fardados e portar documento de identificação com foto e caneta.

“Eles terão uma revisão com muitas dicas, onde professores de cursinhos trabalharão de forma bem dinâmica e, voluntariamente, contribuirão para que nossos alunos possam ter segurança e melhor domínio na hora da prova”, declara Lilian.  

Interior 

Em São Miguel dos Campos, 700 alunos de 12 escolas de São Miguel dos Campos, Boca da Mata, Anadia, Roteiro, Jequiá da Praia, Campo Alegre, Junqueiro Coruripe e Barra de São Miguel compareceram ao aulão ofertado pela 2ª Gere, realizado na sede da Igreja Assembleia de Deus.

Na ocasião, eles esclareceram dúvidas acerca de conteúdos de educação física, física, biologia, língua portuguesa e redação, química e matemática.

O evento contou ainda com a participação dos universitários Lucas Cupertino e Emanuel Messias.  Ex- alunos da Escola Estadual Ana Lins, de São Miguel dos Campos, Lucas, hoje acadêmico de História e Emanuel, atualmente cursando Química, fizeram uma palestra motivacional para os futuros “feras”, dando dicas para o dia da prova.

“Ano passado estava neste mesma posição e hoje, como estudante universitário, sugiro que aproveitem bastante este momento, pois todos têm potenciais e são capazes”, destaca Lucas, que se declara “100% escola pública” e hoje cursa História na Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Enem em AL

Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),118.724 candidatos farão as provas do Enem em Alagoas. As provas serão aplicadas em 26 municípios: Maceió, Arapiraca, Água Branca, Atalaia, Batalha, Boca da Mata, Campo Alegre, Coruripe, Delmiro Gouveia, Girau do Ponciano, Igaci, Marechal Deodoro, Olho d’Água das Flores, Palmeira dos Índios, Penedo, Pilar, Porto Calvo, Rio Largo, Santana do Ipanema, São José da Tapera, São Luís do Quitunde, São Miguel dos Campos, Teotônio Vilela, Traipu, União dos Palmares e Viçosa.

Em comparação com 2016, quando o estado teve 143.750 participantes, houve uma redução de 17,4% no número de inscritos no exame – fato que ocorreu em todo o Brasil, visto que, este ano, o Enem não servirá mais para fins de certificação de conclusão do ensino médio, atribuição que agora cabe ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). As provas do Encceja serão aplicadas no dia 19 de novembro.

Ainda de acordo com o Inep, 60,7% dos participantes alagoanos são mulheres e 39,3% são homens. Destes participantes, 23,4% são pagantes, 60,1% são isentos de pagamento em função de lei/decreto e 16,4% possuem gratuidade automática por estarem concluindo o ensino médio na rede pública este ano.