Assessoria Fa01323b 42ae 4a89 bb9c 242656721942 Fiscalização da Arsal

Após informações que circulam na imprensa de que o governo do Estado negociou a Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal) com o PDT e que a gestão da Arsal deve ser modificada, a Diretoria do Sindicato dos Transportadores Complementares de Alagoas (Sintracomp) enviou uma nota, nesta sexta-feira (27), para externar a preocupação da categoria com o futuro do órgão responsável pela regulação e fiscalização do serviço prestado no Estado.

De acordo com o Sintracomp, diante dos comentários veiculados na mídia local e nos bastidores acerca de possíveis mudanças no comando do órgão, o Sintracomp alertou sobre a importância da continuidade do trabalho técnico realizado pela Agência Reguladora e apela para que não haja interrupções ou retrocesso em relação às conquistas obtidas pela categoria desde 2015, no início do governo Renan Filho.

As informações que estão circulando ainda contam que o nome mais cotado para assumir a presidência da Arsal é o do presidente estadual do PDT, Lailson Gomes.

A diretoria do Sintracomp informou ainda que esteve recentemente reunida com o governador em audiência, onde apresentou uma pauta de reivindicações, entre elas a permanência da diretoria-executiva da Arsal, com quem o Sindicato construiu um canal de diálogo aberto, possibilitando a solução bem mais ágil das demandas da categoria.

Como representante legítimo dos transportadores complementares licitados no Estado de Alagoas, o Sintracomp frisa, mais uma vez, que a Agência Reguladora de Serviços Públicos possui um caráter extremamente técnico, que precisa ser preservado para o bom andamento do sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros e para que não haja nenhum retrocesso em relação aos avanços obtidos para os usuários do sistema e para os transportadores que atuam amparados na legalidade.

Entre as principais mudanças que valorizaram o transportador licitado, o Sindicato elencou as relevantes melhorias realizadas no Regulamento Unificado do Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Estado de Alagoas, sendo eles, a descentralização dos serviços da Arsal com a inauguração da nova sede em Arapiraca; o reforço no foco da fiscalização no combate ao transporte clandestino; facilitação para renegociação de débitos; alterações no decreto na regulamentação do serviço complementar que trouxeram, entre outros benefícios, mais segurança jurídica para transportadores e seus familiares; e a isenção do IPVA para complementares licitados.

Segundo o Sintracomp, foi decidido levar ao conhecimento de toda a sociedade os importantes avanços alcançados no Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros na categoria complementar “para externar nosso receio e salientar que não aceitaremos possíveis interrupções ou perda das conquistas obtidas com muito esforço e diálogo pela categoria que luta, diuturnamente, para sobreviver com dignidade,  e dentro da legalidade, prestando um serviço de qualidade a milhares de alagoanos”.

 *com Assessoria