Foto: Adaílson Calheiros / Arquivo 9b528359 2da6 49e0 912d c2085e0fd374 Cláudia Petuba

Citada na matéria "Fornecedores da Sesau protestam na ALE e líder do governo afirma que não haverá calote", a secretária estadual de Esporte e Lazer, Claudia Petuba, divulgou a seguinte nota:

"Cara Vanessa, entro em contato para comentar o que em sua postagem informou ser "a postura da secretária Claudia Petuba em fechar as portas do Centro":

1. O Centro de Fisioterapia e Reabilitação Esportiva-Cefire, que embora tenha apenas as palavras "fisioterapia" e "reabilitação" grafadas no nome, possui outras finalidades como "condicionamento" e "preparação física" de atletas, beneficiários de determinados programas sociais e servidores; em nenhum momento teve suas portas fechadas por decisão desta que vos escreve ou qualquer servidor da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude-Selaj. Ocorreu que prestadores de serviços, vinculados à Uncisal, que impediam que outras pessoas que possuíam o direito de uso do espaço lá ingressassem ou permanecessem, foram desautorizadas a ingressar no Estádio por restringir o acesso de outras pessoas em uma de suas instalações.

2. O Centro foi construído com verba do Ministério do Esporte, com o intuito de adequar o Estádio para ser um Centro de Treinamento de Seleção na Copa do Mundo 2014, que dentre os requisitos necessitava de uma academia para uso nos treinamentos. Integra o patrimônio do órgão do estado com a responsabilidade de gerir a pasta do esporte. Na gestão anterior, mesmo antes de ser inaugurado, seu uso foi cedido para a Uncisal com finalidades especificadas.

3. A Selaj apresentará nos próximos dias à nova gestão da Uncisal o que constatamos ser sua subutilização e impedimentos de atletas e servidores de usarem o espaço. Diversas tentativas foram feitas anteriormente no sentido de sanar tais restrições, sem êxito".

4- Estamos a disposição do deputado para maiores esclarecimentos sobre este ou qualquer outro assunto. Lamentamos o fato de não termos sido procurados antes que pronunciamentos fossem feitos para propagar inverdades, sem que a verdade fosse averiguada antes com as partes envolvidas.

Claudia Petuba
26/10/17