TV Senado Fc3b77f5 1490 416e b63f dadb0844f869 Collor vai pedir voto para Renan em AL

Os senadores Fernando Collor (PTC) e Renan Calheiros (PMDB), que estiveram juntos no processo eleitoral de 2014, quando Collor foi reeleito para o Senado, estarão no mesmo palanque nas eleições do próximo ano. A aliança foi confirmada pela presidente estadual do PTC, a ex-prefeita de Arapiraca, Célia Rocha, que vai tentar uma vaga na Assembleia Legislativa. 

Calheiros se une a Collor, mais uma vez, tendo no pleito de 2018 vários desafios: Tentar renovar seu mandato de oito anos no Senado, reeleger o herdeiro, Renan Filho como governador de Alagoas e ampliar o número de deputados estaduais e federais filiados ao PMDB, mesmo tendo ‘rompido’ temporariamente com o governo do presidente Michel Temer.   

O senador de Collor

Calheiros será, portanto, o senador de Fernando Collor, que está tranquilo pois ainda está no exercício de seu mandato até 2022. Agora, dos 32 partidos existentes no Estado, já são 17 aliados ao grupo capitaneado pelo PMDB, do senador Renan e do governador Renan Filho. 

Se nada mudar até as convenções de 2018 o grupo pró Renan’s vai contar, além do PMDB, com PTC, PRB, PDT, PT, PTB, PSC, PPS, PMB, PMN, PV, PRP, PSD, PHS, PCdoB, Avante e Solidariedade. Mas os entendimentos continuam e ainda existe a possibilidade de novas adesões ou que algum partido busque outro palanque, o que seria natural nas composições políticas. 

E o vice?

Com tantos partidos aliados, as discussões em torno de um nome para compor a chapa de Renan Filho para o cargo de vice governador já começam a ser estudadas. Em 2014, quando ele foi eleito para o primeiro mandato, foram 11 partidos que formaram a coligação “Com o povo pra Alagoas mudar” e naquela oportunidade foi formada chapa ‘puro sangue’ que elegeu Luciano Barbosa, também do PMDB.