421998f6 4bdd 4671 b4bb 97900d90bfb7

 O menino nasceu em Milão, na Itália, e aos oito anos tem consciência da força da miscigenação, apesar da sua pele clara. Sua mãe é  negra casada com italiano branco.

Na escola  do menino a grande totalidade   das crianças são  brancas.

Numa dessas atividades escolares  diante da turma, o menino afirmou prazerosamente seu pertencimento étnico: Eu sou italiano, milanês, e de cor.

E minha família do Brasil é negra.

A mãe- ao saber do episódio- conversou com o filho:

- Não se diz de cor e sim negro, meu filho.

E o menino-bem didático- do alto dos seus oito anos - arrematou:

- Não, mãe, aqui  Itália  nós os negros, somos  chamados de pessoas de cor.

O menino tem laços umbilicais com as gentes pretas herdeiras de Zumbi e  amor –incondicional pelo  Brasil, sua segunda preta.

O nome do menino é Luigi. É  meu sobrinho!

Orgulho.

 PS: ( A matéria foi escrita em 2014)