Fc434407 2f99 4145 93c4 fc0460bc11e7 Joãozinho Pereira condenado devolver dinheiro por improbidade administrativa

Uma ação capitaneada pelo promotor de Justiça Ramon Formiga conseguiu ensejar uma importante decisão para o meio ambiente alagoano. A juiza Lívia Maria Mato de Melo Lima, determinuou que o prefeito de Teotônio Vilela, Joãozinho Pereira, encerre as atividades do Lixão da cidade.

Na decisão, a juiza entendeu que o prefeito não vinha cumprindo o decreto federal 12.305/10, e determinou que se em 30 dias o Lixão não for encerrado, o municipio arcará com multa diária de R$ 20 mil e o prefeito com R$ 5 mil. Uma decisão importante para quem conhece as condições na quais o Lixão era mantido.