Foto: Kethlin Meurer 51d0f6fc acbb 4698 ba00 2fe037949148 Alagoas lidera ranking com 20%; Nordeste também fica na frente por regiões

Dados revelam que Alagoas aparece em primeiro lugar no ranking de analfabetismo do país com idade acima dos 15 anos, segundo estudo da Fundação Abrinq realizado em números da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (Pnad) de 2015 e que foi divulgado nesta terça-feira, 10.  A região Nordeste fica na frente com o percentual de 16,2%.

De acordo com a pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Alagoas possui 20% de analfabetos, mais que o dobro que a taxa nacional que é de 8%. Outros quatro estados do Nordeste também aparecem na frente. São eles: Maranhão (18,8%), Piauí (18,2%), Ceará (17,3%) e Paraíba (17,1%).

Quanto às regiões, o Norte aparece em segundo lugar com taxa de 9,1%, também acima da média nacional, seguido do Centro-Oeste com 5,7%, Sudeste com 4,3% e Sul com 4,1%.Em 2015, o Brasil assumiu metas nos ODSs (Objetivos de Desenvolvimento sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas) para a diminuição das taxas de analfabetismo.

"Se nada for feito, pode sim comprometer o alcance das metas. Não quer dizer que vai comprometer, porque eventualmente pode se ter uma política e um planejamento que resolvam esses problemas e façam com que a gente avance nesses desafios", disse a administradora da Fundação Abrinq, Heloisa Oliveira.

Ainda de acordo com o estudo, as menores taxas de analfabetismo acima de 15 anos estão no Rio de Janeiro e Distrito Federal, com 3% em ambos. Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina vêm em seguida, com 3,5% cada um.