Assessoria/Arquivo 5a137b93 df6f 4adf bdcb ce34f7a9782b Sede da Adefal

Em resposta a Coluna Labafero, a assessoria de imprensa da Associação de Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), esclareceu ao Cada Minuto, na noite desta sexta-feira, 6, que não procede a informação de que as contas bancárias da entidade foram bloqueadas. 

De acordo com a assessora de imprensa Jade Magalhães, as senhas bancárias tinham vencimento programado para o dia 30 de setembro e, por determinação do juiz Ayrton de Luna Tenório, a atual gestão permaneceria do cargo até esta data, ou até que novas eleições fossem realizadas.

Como o juiz suspendeu o ultimo pleito eleitoral e não estipulou nenhuma data para que o mesmo aconteça, as senhas bancárias da Adefal estão inválidas, pois expiraram. E para o banco a determinação de que a atual gestão permanece até novas eleições não tem validade.

A assessora informou que como o banco trabalha com datas e não cabe mais a Adefal estipular uma data para a nova eleição, a entidade está aguardando um posicionamento da Justiça quanto à data para uma nova eleição ou prorrogação da permanência da diretoria. Desta forma, a Adefal informará a data ao banco, através de um documento legal, para que o banco atualize o sistema e libere novas senhas.

“Solicitamos, inclusive protocolado no Tribunal de Justiça, que o desembargador possa fornecer uma data, pois para o banco é necessário que uma data determinada. E só quem pode estipular uma data é a Justiça. O que está bloqueado são as senhas e não as contas”, explicou Jade Magalhães.

Ainda segundo a assessora, antes do prazo expirar a entidade entrou com uma solicitação junto à instituição financeira pedindo orientação de como proceder. O banco informou na tarde desta quinta-feira, 5, que uma data limite deveria ser solicitada ao TJ para que as senhas fossem revalidadas.