Foto: Ascom/ALE/Arquivo 5e5da7f6 08cf 4a64 bc97 877a72013e2d Ronaldo Medeiros

O juiz Henrique Gomes de Barros Teixeira, da 3ª Vara Cível da Capital, concedeu um prazo de 15 dias úteis para que as agências do Banco do Brasil transformadas em postos de atendimento voltem a funcionar como agências bancárias nos municípios de Canapi, Mata Grande e Piaçabuçu.

A decisão datada de quarta-feira, 4, deriva de uma ação popular com pedido de tutela antecipada ingressada pelo deputado estadual Ronaldo Medeiros (PMDB).

O magistrado determinou ainda multa diária no valor de R$ 5 mil em caso de descumprimento.

A informação foi divulgada na tarde desta quinta-feira, 5, pela assessoria de Comunicação do parlamentar.

“Não há como se admitir que a população dos Municípios citados continuem a amargar a situação de ter por preterido seu direito a serviço de natureza essencial, posto que precisa de uma estrutura bancária suficiente a garantir a realização das transações financeiras rotineiras, como pagamentos, transferências, saques, etc.”, destacou o juiz em um dos trechos da decisão.

Ele pontuou ainda que os prejudicados integram a parte da população mais carente do Estado e que eles, muitas vezes, precisam percorrer quilômetros para efetivar uma transação bancária, devido ao rebaixamento das agências em seus municípios para postos de atendimento, sobrecarregando, por consequência, os serviços bancários das cidades vizinhas, como Delmiro Gouveia.

Antes de levar o caso à Justiça, Medeiros denunciou o problema ao Ministério Público Estadual (MP/AL), em suas redes sociais e no plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). O parlamentar  relatou que também tentou resolver o impasse junto à superintendência do BB em Alagoas, mas, não obteve respostas.