E38faadc b95b 4ac6 9552 446924e8fec6

Viajar para novos lugares e por novas emoções. Formar novos leitores é sempre um bom negócio, especialmente quando o hábito da leitura é cultivado desde cedo. Muitas vezes, as estantes ficam lotadas de livros já lidos, sem espaço para novas obras.

Pensando em aproximar ainda mais os amantes da leitura ao universo literário, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) realiza a troca de livros durante a 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, que acontece até o dia 8 de outubro.

A ação é uma maneira de incentivar a leitura e a permuta de livros entre leitores alagoanos, e consiste na troca de livros por pessoas que têm obras de qualquer gênero em casa e não têm mais interesse pelo exemplar. Os livros iniciais foram doados para dá o pontapé inicial na ação.

Para a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, a troca de livro é uma maneira democrática de acesso à cultura, que promove a prática da leitura e estimula a circulação de obras entre leitores.

"É importante esta troca de informações, afinal, ler é uma aventura inexplicável e nem todo mundo tem condições financeiras para realizar a compra de livros. A troca é uma forma de ter novidades em casa", frisou Mellina Freitas.

A estudante Ruth Silva aproveitou sua visita à bienal para trocar alguns livros. "Adorei saber que aqui está sendo realizada a troca de livro. É uma ótima iniciativa para trocar novas experiências de leitura", disse.