Foto: Arquivo / Cada Minuto Dd08f1cd f18d 457a ac09 82566cbab75b Israel Lessa

O PDT deve assumir - nos próximos dias - o comando da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) no governo de Renan Filho (PMDB).  

É o “preço” da “virada de casaca” do deputado federal Ronaldo Lessa (PDT), que deixará os espaços na Prefeitura de Maceió para fazer parte da base do Executivo estadual.

O martelo está praticamente batido. Inclusive, segundo bastidores, Ronaldo Lessa gostaria de emplacar na gestão de Renan Filho o nome do ex-superintendente regional do Trabalho, Israel Lessa. A mudança desagrada alguns pedetistas que perderão seus cargos, muito provavelmente, na gestão de Rui Palmeira (PSDB) e não serão contemplados no governo estadual. 

Na gestão de Maceió, o PDT tinha duas secretarias: Esporte e Trabalho. Rui Palmeira já tem dito que não dá para o partido de Lessa “jogar” nos dois governos, ainda mais diante de como se desenha o quadro para as eleições de 2018, onde é grande a possibilidade de Palmeira enfrentar Renan Filho nas urnas. 

Renan Filho já conta com o PDT em seu governo. Em sua mais recente entrevista à imprensa (como mostrei no blog) comemorou a chegada do deputado federal, que considerou uma liderança política importante, além de um aliado “chave”, já que Lessa coordena a bancada federal em Brasília. 

Resta saber como Rui Palmeira pretende recompor seu governo. O prefeito de Maceió pretende atrair novos aliados ou compor com os que já fazem parte de sua base. Há ainda a possibilidade de quadros mais técnicos e menos políticos. 

Se de um lado o nome de Israel Lessa é cotado, do outro se fala na possibilidade de um pedetista que já se encontra no governo Renan Filho assumir a pasta. Trata-se de Rafael Brito. 

Estou no twitter: @lulavilar