Foto: Márcio Ferreira/Secom-AL 9394bc49 8060 4780 881c 5b739ec60fb5 Obra de José Cícero da Silva, o “Mestre Zezinho”, de Arapiraca, a sereia da Orla da Pajuçara

Sem desconsiderar a grande obra de José Cícero da Silva, o “Mestre Zezinho”, de Arapiraca, a sereia instalada na Orla da Pajuçara trouxe opiniões contrárias e favoráveis sobre a inauguração realizada pelo Governo de Alagoas.

Mestre Zezinho, ressalte-se, é um grande artesão e mereceu ter exposta sua arte esculpida para o mundo (leia-se visitantes e turistas) e que já virou atração na capital alagoana. 

Numa outra linha de pensamento, escrevo pela demonstração política de inaugurar uma obra com a chamada "a pose para foto oficial" com a ausência do chefe maior do município: o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB). 

Segundo relatos repassados ao blog, Palmeira não foi convidado para o evento considerado "institucional" do governador Renan Filho (PMDB), como também, não deveria ir  a uma inauguração do Governo de Alagoas.

A 'Sereia do Renan', como chama algumas pessoas, foi entregue na última sexta-feira (29) pelo governador e o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima, além de autoridades (e comissionados) que percorrem Alagoas em caravana com RF para fazer "volume" em eventos oficiais. 

Além de ser um ato político, óbvio, válido é destacar também a valorização de nomes ligados à cultura que devem se espalhar por todo Estado (segundo o próprio Renan Filho). 

"O nosso Estado possui incontáveis belezas e no nosso Bicentenário aproveitamos para exaltá-las, para resgatá-las e apresentá-las às pessoas, porque, por mais que o Mestre Zezinho esteja no mundo inteiro, – um dos mais apreciados artesãos do País – muita gente ainda não o conhecia”, explicou o governador. 

Fora isso, o deselegante -  da parte de ambos ou não -  foi o chefe do Executivo municipal fora desse momento importante para o turismo e a cultura local. Maceió é uma das capitais mais visitadas do nordeste e a obra - independente de quem patrocinou - foi entregue ao povo alagoano e para apreciação dos turistas.  

Contudo, o que deixa claro - visivelmente - é que o embate político para o ano eleitoral de 2018 entre Palmeira e RF é público. 

Rui, de um lado, dando andamento à sua gestão com obras e ordens de serviços em várias pastas.

Do outro, o Renan Filho que tem o trabalho das Grotas e tantas outras ações para chamar atenção dos maceioenses. 

RF começou com a sereia de "Mestre Zezinho", símbolo da canção de Carlos Moura, "Minha Sereia (Maceió, minha sereia)". Que mais artistas sejam homenageados e Alagoas beneficiada com arte e cultura. Parabéns!

Agora, Maceió fica mais representada já que conta ainda com as estátuas em bronze dos alagoanos Aurélio Buarque de Holanda, Graciliano Ramos e Paulo Gracindo. 

Por fim, que o embate seja político na disputa por cargos e que os dois - Rui e RF - mantenham o respeito entre Poderes (e Instituições) para beneficiar o cidadão. 

Lembrem-se que a obra é apenas da gestão, mas, quem realmente custeia é a população.

Por outro lado, não importa quem esteja 'aparecendo' na foto oficial. Muita gente não sabe nem distinguir.

Afinal, o mais importante é que a obra é do Povo e de José Cícero da Silva, o “Mestre Zezinho”!

Redes Sociais: Kleversonlevy  

Email: kleversonlevy@gmail.com