Foto: Assessoria da Câmara de Palmeira/Arquivo B99145ea 7a1c 4b1a 8d95 f62265371ec9 Plenário da Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios

A votação de reajuste salarial de 5% para professores municipais de Palmeira dos Índios teve que ser adiada após mais da metade dos vereadores faltarem às sessões extraordinárias realizadas na tarde desta sexta-feira, 29, na Câmara Municipal.

De acordo com as informações do radialista Djalma Lyma, só estiveram presentes para a votação os vereadores Toninho Garrote, Fabiano Gomes, Dindor, Adelaide França, Madson Monteiro e Ronaldo Raimundo, além do presidente da Casa, vereador Júnior Miranda.

Por outro lado, não compareceram Agenor Leoncio, Abraão do BMG, Joelma Toledo, Cristiano Ramos, Val Enfermeiro, Maxuel Feitosa, Fabio Targino e Pedrinho Gaia.

O presidente da Mesa Diretora, Júnior Miranda, lamentou a impossibilidade de votar as proposituras que estavam em pauta. "Quem não gosta de professor não veio votar. Eu e os presentes deixamos nossos afazeres e viemos aqui aprovar esses projetos pelo benefício da nossa cidade, mas aparentemente nem todos querem isso", disse Miranda.

Além do  reajuste salarial para os professores, também seria votado um Projeto de Lei que aumentaria a arrecadação municipal através do recolhimento do ISS para o município.