04ce81f7 d136 4575 974f f4b99b0a7019 Prefeito Vinícius com o ministro dos Transportes, Maurício Quintela num recente encontro nas obras do DNIT na região

É na contra mão da crise econômica que a administração pública de Canapi/AL, vem tocando ações de qualidade para a população, contrariando de certa forma, a situação vivenciada por muitas Prefeituras do Brasil, sobretudo de Alagoas, que se limitaram apenas, manter a folha de pagamentos dos servidores e agir em alguns serviços básicos. Pois bem, é do alto Sertão que vem o nome de Canapi, um município que tem investido em alternativas inovadoras, a fim de suprir as demandas sociais de seu povo, num gesto de cidadania que tem resultado numa referência de trabalho público no Estado. Lá, os serviços na Educação, Saúde, Agricultura, entre outros setores, vivenciam novos tempos; até porque a administração passada foi tão desastrosa e cheia de maracutaia, que veio culminar em seu final, com a prisão  do prefeito Celso Luiz, líder da região que até hoje se encontra por trás das grades.    

“Esse início do nosso governo, tem sido basicamente na busca de alcançar metas que possam nos trilhar no caminho do desenvolvimento; visto que ainda estamos atravessando um período de arrumação da casa, mediante a uma crise econômica sem igual, cuja administração aos poucos vem melhorando consideravelmente”, comentou o prefeito Vinícius Lima, durante a cerimônia de entrega de equipamentos essenciais para o setor de Saúde, que vão favorecer a precisão de diagnóstico por parte dos profissionais que poderão prescrever os medicamentos acertadamente, diminuindo o sofrimento dos pacientes.

Diz Vinícius, que com recursos próprios, a Prefeitura acaba de equipar  o principal  Centro de Saúde com  Tensiômetros para aferição de pressão arterial, Glicosímetros para verificação do nível de glicose sérica, sonar Doppler para identificação de batimentos cárdio-fetais, Nebulizadores para descongestionamento das vias aéreas, Balanças Antropométricas para adultos e crianças – necessárias para avaliação e triagem dos pacientes e Cilindros de Oxigênio, que são indispensáveis nos atendimentos de urgência. O que não tem faltado também são medicamentos básicos gratuitos, graças à reabertura de um programa que garante esse tipo de assistência para a população.