Ilustração 15a31a61 6ea2 44d7 9088 98e219cbd1df Planeta X deve chocar-se com a Terra neste sábado, 23

Nostradamus, Maias, conspiracionistas, médiuns e dentre tantos outros falharam ao tentar prever que o fim do mundo chegaria. Desta vez, o numerólogo David Meade, escritor do livro Planeta X, acredita que um planeta gigante do tamanho de Júpiter e que vive fora do nosso sistema solar se chocaria com a terra, destruindo toda a humanidade amanhã, dia 23 de setembro.

Segundo David, as evidências são baseadas em versos e códigos numerológicos da Bíblia centrados no número 33. As coincidências são a seguintes: Jesus viveu 33 anos; em Gênesis, a palavra Elohim aparece 33 vezes; esse foi exatamente o número de dias entre o eclipse solar do dia 21 de agosto, que ele considera ter sido um aviso, e a data apocalíptica de 23 de setembro, o que daria uma diferença de 33 dias; e que esse eclipse que começou em Oregon, nos Estados Unidos, o 33º estado americano, e terminou na latitude 33 graus em Charleston, na Carolina do Sul.

 

Sistema solar e a chegada do Nibiru (Ilustração)

 

Por outro lado, a Nasa já tratou de deixar todo mundo tranquilo. Segundo a agência espacial norte-americana, por se tratar de um planeta tão grande e pela proximidade, ele já poderia ser visto a olho nu e não passaria despercebido por qualquer astrônomo. O pesquisador David Morrison, do Instituto de Astrobiologia da Nasa, teve que endossar o comunicado da Nasa em seu canal no YouTube.

"Se o planeta estivesse tão perto, seria brilhante e facilmente visível a olho nu. Todos nós poderíamos vê-lo. Se Nibiru fosse real e se fosse um planeta com uma massa substancial, ele já perturbaria as órbitas de Marte e da Terra. Veríamos mudanças por causa deste objeto entrando no sistema solar interno”, afirmou o pesquisador na gravação.

Planeta X

Nibiru, como é mais conhecido, é datado da época dos sumérios, por volta de 3500 a.C. e ele seria até maior que Júpiter. Os pesquisadores conspiracionistas acreditam que o planeta passa por nosso sistema solar a cada 3,6 mil anos, onde coincidentemente se chocaria com a Terra em 2017.

Muitos acreditam que os casos ocorridos no dilúvio de Noé, o desaparecimento de Atlântida e a extinção dos Dinossauros foram causados pelo Planeta X. Em 1982, a Nasa cogitou a existência do planeta, mas depois voltou atrás.

*Estagiário