948e3cc2 04fa 443b 9990 38fa3594ce49

           Nada desagrega tão pofundamente a personalidade quando passamos por algum relacionamento com excessos e consequentemente, abusos.

           A sociedade costumeiramente nos faz acreditar que o ciúme é produto do amor. Nos ensinam que se uma pessoa tem muito sentimento pela outra, ela gera dentro de si uma posse natural e é aí que mora o perigo: Passamos a achar normal surtos e tentativas de controlar nossas vidas.

         Nós, mulheres, somos vítimas de um feminicídio macabro e naturalizar um crime passional é também neutralizar os abusos, é simplesmente fortalecer a idéia de que é justificável a morte por conta de um ciuminho. (Se duvida, experimente colocar o termo "morte ciúmes" para pesquisar no Google).

        Controle excessivo, perseguição, falta de privacidade, questionamentos constantes, isolamento social são algumas maneiras de adoecer e estar refém a relacionamentos doentios, bem como é uma forma de transparecer através dele a necessidade de ajuda profissional. Não é normal sentir medo da pessoa a qual você se relaciona.

         "Se a pessoa que está ao seu lado se preocupa mais ONDE você está do que COMO você está, fique alerta!"

        Segue o link de uma matéria anterior sobre relacionamentos abusivos:  http://www.cadaminuto.com.br/noticia/309266/2017/09/01/sera-que-meu-relacionamento-e-abusivo-confira-doze-sinais