Bf294978 13f6 4510 8981 d374237c2623

O Exame Nacional para a Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que substitui o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como meio de certificação de conclusão do ensino médio, teve a data de aplicação adiada. O exame, que aconteceria dia 22 de outubro, mudou para 19 de novembro.

Outra mudança no certame foi que a certificação dos ensinos médio e fundamental será válida apenas para as Secretarias Estaduais da Educação. Os institutos federais só emitirão o certificado para o ensino médio.

As provas serão realizadas durante todo o dia. As unidades, que sediarão o exame, abrirão os portões às 8h, de acordo com o horário oficial de Brasília, e fecharão os locais às 8h45. No horário matutino, o exame acontece de 9h às 13h.

Já no turno da tarde, os portões ficam abertos de 14h30 às 15h15, e as provas acontecem das 15h30 às 20h30. Todas as mudanças foram retificadas em publicação do Diário Oficial da União (DOU), do dia 13 de setembro. Para participar da prova, é necessário ter, no mínimo, 15 anos de idade, para quem busca certificação do ensino fundamental, e 18, para o ensino médio.

“As mudanças ocorreram para que o candidato tenha mais oportunidade para estudar, tendo em vista que eles terão quase um mês a mais para se preparar. A mudança no horário também foi pensando em quem vai participar da prova, e possa chegar nas escolas, garantindo assim a comodidade de todos”, explica Mônica Sarmento, uma das coordenadoras do Encceja em Alagoas.

Polos

No Estado, o exame nacional de certificação ocorre em seis polos. São eles: Maceió, Arapiraca, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia, União dos Palmares e Porto Calvo. O objetivo é garantir que jovens e adultos de todas as regiões possam participar da avaliação.

Na capital, as provas serão realizadas nas unidades Irene Garrido, Dr. Miguel Guedes Nogueira, Mirian Marroquim, José Silveira Camerino, Theonilo Gama, Virgínio de Campos, Maria das Graças Sá Teixeira.

Outras unidades em Maceió são Rodriguez de Melo, Benedita de Castro, Noel Nutels, Eduardo da Mota Trigueiros, Alberto Torres, Maria Ivone, Mario Broad, Rosalva Pereira Viana, Campos Teixeira, Erotildes Saldanha, Sebastião da Hora, Edmilson Pontes, Manoel Simplício, Rosalvo Lôbo, Dom Otavio Barbosa Aguiar, Ladislau Neto, Benício de Barros Dantas.

Os exames, ainda na capital, prosseguem na Escola Pedro Teixeira, Marcos Antônio, Benedito de Morais, Eduardo Mota Trigueiros, Edson Bernardes, Afrânio Lages, Maria José Loureiro, Teotonio Vilela, Margarez Lacet, Maria Salete de Gusmão, Gilvania Ataíde Cavalcante, Miguel Guedes Nogueira, Geraldo Melo, Jornalista Lafaiette Belo, Colégio Tiradentes, Tavares Bastos, Aurelino Palmeira, Alfredo Gaspar de Mendonça, José Maria Correia das Neves, Dom Pedro II, Princesa Isabel, Vitorino da Rocha, Laura Dantas, Moreira e Silva, José Correia da Silva Titara, Eunice Campos, Theotonio Brandão, Dr. Fernandes Lima, Onélia Campos, Rosalvo Ribeiro e José Correia da Costa.

Em Arapiraca, as provas acontecem nas escolas Manoel André, Lions Club, Aurino Maciel, Adriano Jorge, José Quintela Cavalcante, Costa Rego, Pedro de França Reis, Manoel Lúcio, Senador Rui Palmeira, Izaura Antônia de Lisboa, Padre Jefferson e Arthur Ramos.

Já em Santana do Ipanema, Mileno Ferreira da Silva, Padre Francisco Correia, Ormindo Barros e Laura Chagas sediam a avaliação. Já em União dos Palmares, as unidades aplicados do exame são as escolas Monsenhor Clóvis Duarte de Barros, Dr. Paulo Castro Sarmento, Dr. Jorge de Lima e Rocha Cavalcante. Nos polos de Porto Calvo e Delmiro Gouveia, as escolas ainda serão definidas.