D98fbfa7 9788 438f a361 14cbf75f1965

Sobre a prisão estúpida de Mayara Avilla, no  dia 15/09/17,  durante a estadia  de Jair  Bolsonaro em uma Universidade em Belo Horizonte, Mayar assim se manifestou sobre o episódio:

 

" Fui detida. Ouvi discursos fascistas.Racistas.

Doeu.Doeu muito.

Eu estava lá, lutando, indignada pelo fato da Universidade, a qual eu estudo receber um cidadão que vai contra TODOS OS DIREITOS HUMANOS.

Ainda está doendo.

Pessoas riam enquanto eu era levada, dizendo leva essa negra. Leva ela pra senzala, faculdade não é lugar dela não.

Mas eu acredito que o meu lugar é onde eu quiser. E eu venho lutando para que seja em lugares que possam me dar a  sensação de enfim ser valorizada.

Protestamos, contra o que?

Contra um cara chamado Jair Bolsonaro, já ouviu falar?

Seu discurso é de ódio, ódio pela humanidade. Falo  de Gays, Pobres, Negros, Mulheres.

Eu fui detida hoje, o único crime que cometi foi lutar, gritar e chorar por não esta acreditando no que estava acontecendo.

JAIR BOLSONARO prega discurso de ódio, Jair Bolsonaro profere palavras que doem a alma.

Me liberaram, mais a marca vai ficar por um longo tempo, apanhei, minhas costelas estão doendo muito, mas ninguém irá tirar os meus direitos.

Lugar de pobre, gay, negro, mulher é onde a gente quiser!".