Ascom/ALE/Arquivo 3b854741 58d4 46ca a8b0 9fb965b92cdb Deputado Galba Novaes

O deputado Galba Novaes (PMDB) voltou a cobrar do presidente da Assembleia Legislativa (ALE), Luiz Dantas (PMDB) um tratamento isonômico na Casa. Segundo ele, é inadmissível que a presidência siga adotando “dois pesos e duas medidas” em relação aos parlamentares.

Galba solicitou que as ações e determinações da presidência sejam “gerais, irrestritas e imparciais”, desabafou que tudo é questionado quando ele utiliza a palavra e disse que o Regimento Interno tão invocado quando se trata dele, às vezes sequer é respeitado.

O deputado citou como exemplos uma sessão encerrada erroneamente por “falta de quórum” para votação e outra onde projetos relevantes foram votados mesmo com a pauta trancada por um veto.

“Toda vez que eu solicito algo se invoca o Regimento, que não pode ser desobedecido... Ele é desobedecido rotineiramente, mas os questionamentos só surgem quando sou eu que falo”.

Segundo Luiz Dantas, a queixa foi registrada.

A propósito: Galba tem uma certa razão...