Fillipe Lima /CM 648ae6b4 a682 496c aa95 392f69cdcadf

O governador Renan Filho (PMDB) irá aguardar o posicionamento da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para decidir se veta ou não o Projeto de Lei, aprovado na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), que modifica o Estatuto dos Policiais Militares, alterando a idade para ingresso na instituição e para aposentadoria compulsória. 

Renan Filho conversou com a imprensa sobre o assunto na tarde desta segunda-feira, 11, durante a cerimônia de posse do novo secretário de infraestrutura do Estado, Humberto Carvalho Júnior.

Ele destacou ainda que as inscrições para os certames da PM e do Corpo de Bombeiros Militar (CBMAL) não serão reabertas, tendo em vista a urgência que o Estado necessita de novos militares.  

"O concurso seguirá normalmente e nós esperamos que esses novos servidores cheguem para reforçar a nossa segurança pública o mais rápido possível" frisou o governador.

O PL foi aprovado em redação final no dia 5 de setembro deste ano, na ALE,  com as emendas do deputado Francisco Tenório (PMN), aumentando a idade limite para ingresso na PM e no CBMAL para 35 anos (soldados); 40 anos para cadete e 45 anos para oficial médico. A emenda altera ainda para 60 anos (mulheres) e 65 anos (homens) a idade para aposentadoria compulsória.

A mudança não agradou a maioria dos militares e bombeiros militares da ativa e gerou expectativa entre os candidatos com mais de 30 anos, que não puderem se inscrever nos certames.

*Estagiário