Ilustração 04da2ae1 87d2 4f95 bf0a ff1318572b9f Vírus já afeta brasileiros

Um novo malware está atingindo usuários brasileiros que utilizam o messenger da rede social Facebook. Casos foram registrados no Brasil, Rússia e outros países da América Latina.

 

A empresa de antivírus Kapersky revela que o código malicioso é enviado através de um link bit.ly no Messenger do usuário por alguém que é amigo, e, em seguida, é levado a um arquivo no Google Docs. Ao tentar abrir o documento, é aberta uma foto do perfil do Facebook da vítima e cria-se uma página de destino que parece ser um vídeo. Ao tentar reproduzi-lo, o vírus redireciona para sites infectados.

 

Dependendo do navegador, o malware se comporta de forma diferente. No Chrome, abre-se um vídeo numa página falso do YouTube, onde se acusa um erro e exibe uma mensagem pedindo o download de uma extensão. Já no Firefox, as vítimas são levadas a baixar um suposto plugin do Flash Player em .exe. E, por fim, quem usa macOS e clica no link do golpe pelo Safari, vê um alerta que pede a instalação também de uma atualização falsa do Flash, em formato .dmg.

 

Exemplo de como o vírus é instalado no computador (Foto: Kapersky)

 

Nenhum dos ataques envolveu a instalações de cavalos de troias ou exploits, tipos de vírus que hackers utilizam para controlar computadores afetados. Porém, “cibercriminosos por trás desse ataque provavelmente ganharão dinheiro com publicidade não solicitada e acesso a informações pessoais de muitas contas do Facebook que clicaram no link”, explicou a empresa Kapersky através de nota.

 

Para evitar problemas, a recomendação dos especialistas é, como de costume, não clicar em links suspeitos, mesmo que tenham sido enviados por amigos. Sempre pergunte antes de clicar se seu amigo realmente enviou o link. Outra medida é usar softwares antivírus com proteção de navegadores e mensageiros.

 

*Estagiário