Foto: Divulgação 080f9434 2091 4f39 be3f 1b070f0fdf62 Sede da Uveal Alagoas

Mais um capítulo a ser exibido da novela mexicana que se tornou a disputa pela cadeira de presidente da União dos Vereadores de Alagoas (Uveal). 

A chapa "Por Uma Nova Uveal" rachou com a saída dos vereadores Diomedes Rodrigues (PSDB - Pão de Açúcar), Tayrone dos Santos (PMDB- Pilar) e Tereza Nelma (PSDB - Maceió) que foram parar - agora  - no berço da chapa que tem Fabiano Leão (PMDB - Arapiraca) como candidato a presidente.

Desta vez, não repercutiu bem entre parlamentares-mirins alagoanos a ideia de 'união' entre os candidatos que estavam em lados opostos e, após acordos políticos, decidiram ficar juntos na 'briga' pela presidência da entidade.

Na semana passada, secretário-geral do PSDB em Alagoas, Claudionor Araújo, havia divulgado uma imagem nas redes sociais mostrando a união da chapa "Por uma Nova Uveal".

Porém, após alguns dias da imagem circular no facebook e whatsapp, o PSDB sentou à mesa com o PMDB fechando um acordo com a separação de cargos e cadeiras na Uveal. 

Com essa junção, os grupos já formados por vereadores espalhados pelo interior de Alagoas ficaram insatisfeitos e devem lançar um novo nome para concorrer contra a chapa encabeçada por Fabiano Leão, de Arapiraca, em 'parceria' com Diomedes Rodrigues (PSDB - Pão de Açúcar), Tayrone dos Santos (PMDB- Pilar) e Tereza Nelma (PSDB - Maceió). 

Portanto, vem aí a formação de um novo grupo de vereadores que não aceitam essa união entre PSDB-PMDB. Parlamentares procuraram o Blog e revelaram apenas que estão realizando reuniões nas regionais para disputar os cargos da entidade. 

Disputa, inclusive, sem interferência do PMDB (Palácio República dos Palmares) e do prefeito de Cacimbinhas e presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (Ama), Hugo Wanderley (PMDB) - maior interessado na eleição da mesa, e que foi criticado até pelo próprio Tayrone dos Santos; 

Leia Aqui: TJ julga na quinta-feira e vereadores cobram nova comissão eleitoral

É uma novela mexicana interminável na Uveal. Contudo, enquanto houver interferência dos caciques peemedebistas alagoanos o pleito para presidência se torna indefinido. 

Por fim, a data prevista da eleição está - se não houver empecilhos - para acontecer no dia 23 de setembro

Até lá... será? 

Redes Sociais: Kleversonlevy  

Email: kleversonlevy@gmail.com