Cb99897c ad80 4c60 8024 320eaae531d0

Em mais uma ação para identificação e combate aos focos de reprodução do mosquito Aedes Aegypti, agentes de endemia da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) em parceria com acadêmicos da Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), realizaram neste sábado (19) um trabalho de busca ativa e conscientização no bairro do Trapiche em Maceió.

Segundo o agente de endemias e coordenador da iniciativa, Paulo Protásio, a ação busca identificar locais de risco além de trazer informação aos moradores. “Por se tratar de área com muitos hospitais o Trapiche é considerado uma área sensível. O esforço para prevenção acontece em toda a cidade e conta com a cooperação de toda a população”, destacou Paulo.

Durante o trabalho participaram 61 acadêmicos, representando todos os cursos da universidade, a exemplo de enfermagem e medicina. “É um momento importante para os estudantes que podem ver na prática questões de promoção de saúde que aprendem na academia além de ajudar na prevenção de diversas doenças como Dengue, Zika e Chikungunya”.

Acompanhando a ação o estudante de analise e desenvolvimento de sistemas, Jeferson José, ressaltou que a luta contra o mosquito é de todos. “O compromisso deve ser de toda a sociedade que deve estar atenta para se proteger”, reforçou.

O acadêmico de enfermagem João Bina salientou que momentos como esse são importantes para formação acadêmica, especialmente na área de saúde. “O contato com a população é parte do nosso trabalho e passar conhecimento que pode salvar vidas é uma missão gratificante”, destacou João.

Já o morador do Trapiche, Francisco Salvador, que recebeu a equipe em sua residência elogiou a iniciativa. “Fico muito feliz em ver as equipes trabalhando em prol da saúde de todos. A população deve receber os agentes de portas abertas e aprender as formas corretas de prevenção”, ensinou.