F88507e7 7923 4182 bd0c 0db452f0c904

ATENÇÃO: APÓS A PUBLICAÇÃO DESTE ARTIGO O DEPUTADO RETIROU O PROJETO DE LEI

 

Você já ouviu falar no deputado Evair Vieira de Melo do PV do Espírito Santo? Eu confesso que só soube de sua existência por conta de uma postagem do Gregorio Duvivier, aquele militante de extrema esquerda do Leblon travestido de comediante. Na dita publicação o comediante faz chacota do deputado e o desafia a defender o desarmamento encabeçando uma imaginária Bancada do Bombom. O deputado então resolveu levar a sério o escárnio público e apresentou um Projeto de Lei endurecendo ainda mais o Estatuto do Desarmamento! Não, não é brincadeira!

 

Destaco alguns pontos simplesmente inacreditáveis:

 

“O registro junto ao Comando do Exército de colecionador, atirador e caçador não autoriza o porte de armas de fogo municiadas, ainda que no deslocamento entre o local de guarda do acervo e o local de prática da atividade.”

 

“Nas mesmas penas incorre quem portar réplicas e/ou simulacros de armas de fogo de uso capazes de atemorizar outrem, sem prejuízo de pena imputada pelo crime cometido com o respectivo simulacro.”

 

“Colecionadores de arma de fogo longa de uso restrito ou proibido terão o prazo de até noventa dias, a partir da promulgação da presente alteração, para retirarem o mecanismo de disparo ou cimentar o cano, sob pena da cassação da autorização e apreensão da arma nos termos do art. 16-A”

 

O risível Projeto de Lei do deputado da Bancada do Bombom foi apensado ao PL 3722/12, o que na prática mata-o no nascedouro embora ainda possa, em tese, ser desapensado e tramitar normalmente. Seja como for, fica a lição de que a ignorância e a falta de seriedade com um assunto tão grave e urgente não possuem limites no Congresso Brasileiro...