6318c155 904d 43eb 86de b156525b5b26 Nelson Marques durante entrevista a TV-Gazeta/AL sobre o Torneio

Pequenos pecuaristas num total de 15 que integram duas associações de criadores de gado leiteiro dos povoados de Caititu e Pau Ferro, ambos no município de Jacaré dos Homens, no Sertão alagoano, estão vivenciando um dos mais importantes momentos do ano. Trata-se do tradicional “Torneio Leiteiro”, competição que entrou para a sua quarta edição agora em 2017, expondo desta vez, 19 animais entre vacas e novilhas, tidos como o que há de melhor da raça leiteira da região. O evento começou na quinta-feira, no Parque de Exposição João Pedro, no Caititu e vai até amanhã (sábado), contando com a presença de centenas de pessoas, inclusive  de cidades vizinhas.

É um torneio que sempre apresenta novidades, a exemplo de uma vaca que na manhã desta sexta-feira, chegou a produzir durante sua ordenha 17,800kg. “Essa marca poderá ser superada até por outro animal, nas ordenhas que vão acontecer na parte da noite. Na verdade são vacas de pequenos produtores que chegam a produzir em media 30 a 34 litros de leite por dia, isso durante as duas ordenhas”, disse otimista o engenheiro agrônomo da Emater, Nelson Marques Neto; ele que faz parte dos trabalhos de assistência de sua entidade aos produtores leiteiros daquela região, ao lado da  agrônoma Gleice Pires.  

“Esse é um evento que nos orgulha muito, principalmente porque a gente trabalha com animal de uma boa qualidade que Alagoas toda já conhece. Por aqui, todos sobrevivem da produção do leite, e o sucesso dos nossos trabalhos é porque  cada vez mais a gente tem investido numa genética de boa qualidade, graças ao apoio que temos recebido da Adeal, CPLA, Emater, Secretaria de Agricultura de Alagoas e a Prefeitura de Jacaré”, comentou emocionado seu João Ferreira, um dos participantes.