Secom Maceió 14019752850111 Semed

A Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed) assinou nesta quarta-feira (16) o termo de parceria com a Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmacc) e com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) para que a Lei da Política Nacional de Cultura Viva seja realizada nas escolas públicas.

O programa irá lançar edital para que as entidades que seja, consideradas como pontos de cultura passem a executar ações no âmbito das escolas. Serão selecionadas 15 instituições, que deverão estar aptas a atender a 39 escolas inseridas no programa Mais Educação. A justificativa é que essas unidades de ensino já apresentam a estrutura necessária para receber as atividades de cultura, que podem ser de teatro, dança, música, artes plásticas, fotografia, entre muitas outras.

A secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, disse que a parceria e vai firmar uma união da sociedade com a escola “É a oportunidade, inclusive, de talentos, que podem estar esperando esse momento para se revelar. A verdade é que não existe educação sem cultura”, comenta Ana.

O presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), Vinícius Palmeira, explicou que os Pontos de Cultura serão certificados para atuação nas comunidades. O programa, segundo ele, amplia a área de atuação porque permite o funcionamento simultâneo nas duas áreas. “Porque integra o sistema de ensino e atua na absorção da cultura na escola”, afirma.

Cada Ponto de Cultura deverá receber R$ 60 mil anuais para aplicação em atividades diversas, como pagamento de oficineiros, aquisição de material, realização e encontros e palestras para manter atividades contínuas durante dez meses, período que deverá contemplar o contrato com cada instituição.

A coordenadora do Pnud junto à Semed, Ritta Ippolito, disse que esta vai ser a oportunidade para que às crianças tenham um ambiente adequado com os movimentos de cultura e de educação.

O programa Pontos de Cultura deverá contemplar 15 instituições que deverão atender a 39 escolas da rede municipal de ensino da capital, o que representa um universo de aproximadamente 4mil alunos, que já são atendidos pelo programa Mais Educação.